Argentina

Abertura da fronteira com a Argentina ainda não vai ser agora

O governo nacional aceita a abertura como corredor seguro, ou seja, para a entrada de nacionais e estrangeiros residentes, mas até agora não para estrangeiros para turismo.

Publicada em 08/09/2021 às 11:43h

por Foz Ao Vivo


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Divulgação)

Apesar da boa vontade das autoridades do governo de Misiones, os turistas brasileiros ainda vão esperar um pouco mais para voltar a cruzar a Ponte Tancredo Neves, que une Foz do Iguaçu à Puerto Yguazu, na Argentina. Isso porque o Governo Nacional do país vizinho faria muitas exigências para que isso viesse a acontecer. Segundo fontes oficiais do governo e divulgadas em alguns meios da Argentina a reabertura para estrangeiros só se dará num segundo momento. A primeira experiência seria apenas para nacionais e estrangeiros residentes retornarem do Brasil.

Os esforços para abrir a fronteira entre Foz Iguaçu (Brasil) e Porto Iguaçu (Argentina) como corredor turístico estão paralisados, segundo fontes oficiais consultadas.

Por outro lado, as autoridades do Estado do Paraná (Brasil) não compartilham a necessidade de implementar medidas rígidas de controle nem entre aqueles que cruzariam para Foz nem entre aqueles que entrariam em Puerto Iguazú pela Ponte Internacional Tancredo Neves.

Para as autoridades de saúde do país vizinho, diz a nota, o passaporte-saúde não é necessário porque 92% dos brasileiros já estão vacinados com pelo menos uma dose. No entanto, o Governo de Misiones ratificou a necessidade de um passaporte de saúde que, além da vacina COVID-19, se tenha também um antígeno negativo ou teste de PCR realizado nas últimas 72 horas como requisito para passagem segura. Por isso, foi rejeitado o projeto de protocolo apresentado pelas autoridades paranaenses em reunião virtual realizada dias atrás.

Eles esperam poder se encontrar virtualmente novamente nos próximos dias e chegar a um protocolo de consenso. “Fizemos todo o dever de casa”, garantiram desde o Ministério da Saúde Pública, até o centro de exames já está montado na fronteira para poder receber os brasileiros.

A reabertura tem que ser para os turistas também

Embora para o governo nacional a autorização das duas passagens de fronteira na Provincia de Mendoza por enquanto seja apenas para argentinos e estrangeiros residentes na Argentina, ela não descarta um "teste piloto de turismo internacional" para depois.

Além disso, mesmo aqueles com teste negativo para o antígeno devem ser isolados por sete dias ... uma exigência que não combina com a promoção do turismo, uma vez que dificilmente um turista concorde em viajar para um local a ser trancado por um semana antes de poder visitar o local de destino.

Além disso, como observou o Governo de Misiones “não queremos abrir a fronteira apenas para receber argentinos e estrangeiros residentes que estão fora do país, mas principalmente para poder reativar o turismo na cidade que possui uma das sete maravilhas naturais do mundo”.

Fonte: Radio Yguazú




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (45) 99946-0698

Visitas: 213392
Usuários Online: 11
Copyright (c) 2021 - Foz Ao Vivo
Converse conosco pelo Whatsapp!