Desenvolvimento

Prefeitura de Foz e PTI-BR discutem novas parcerias na área de cidades inteligentes

Encontro entre a administração municipal e o parque tecnológico reuniu todos os secretários municipais e diretores de fundações e autarquias, no sábado (02)

Publicada em 05/10/2021 às 10:22h

por Foz Ao Vivo


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Divulgação)

Foz do Iguaçu avançou, em um ano, 35 posições no ranking de cidades inteligentes do Brasil e, atualmente, ocupa a 44ª posição do Connected Smart Cities. A intenção da parceria entre a Prefeitura de Foz e o Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR) é evoluir ainda mais neste índice, com um só objetivo: promover mudanças que resultarão em melhorias da qualidade de vida e maior bem-estar para moradores e visitantes da cidade. 

Buscando estreitar o relacionamento e possibilitar que todas as secretarias, autarquias e fundações municipais tenham maior entendimento da importância dessa parceria, a prefeitura organizou, no sábado (04), reunião em que o PTI-BR apresentou suas expertises e tecnologias, e foram debatidas possibilidades de novas cooperações, em diversas áreas. 

"Para que o município alcance melhores resultados e entregas para a população, a realização de parcerias com instituições confiáveis, sérias e tecnicamente qualificadas como o PTI, é necessária", afirmou o prefeito."Uma instituição já consolidada e que vem fazendo Foz do Iguaçu diversificar sua economia através da inovação e novas tecnologias", complementou Brasileiro.

Ainda de acordo com o prefeito, o encontro com o PTI-BR é estratégico para o projeto de construção de uma cidade com diversificação econômica, com maior geração de empregos e maior valor agregado à economia. 

"Esse encontro teve o objetivo de que as secretarias municipais pudessem conhecer o potencial e o conhecimento técnico que o PTI possui, e também consolidar essa integração para gerar mais entregas para a sociedade iguaçuense", destacou Brasileiro. 

Para o diretor superintendente do Parque Tecnológico, general Eduardo Garrido, a missão do Parque Tecnológico é propor soluções que vão ao encontro das necessidades da população. "Desenvolvendo tecnologia vamos gerar negócios, concretizar iniciativas e deixar um legado de resultados, posicionando a cidade como um polo de inovação e negócios", ressaltou.

"Nós, como Parque Tecnológico, temos a certeza de que podemos contribuir muito para Foz do Iguaçu. Queremos ajudar a cidade a cada vez mais oferecer qualidade de vida para os cidadãos, empregos, qualificação, renda e desenvolvimento tecnológico. A tecnologia deve ser utilizada com esse viés", disse Garrido.

O diretor superintendente apresentou aos secretários e diretores o ecossistema de inovação e negócios do Parque Tecnológico, e a atuação dos centros de competência. Também falou sobre iniciativas na área da educação,  como o LabMaker, de empreendedorismo e de aceleração, como programa Vila A Inteligente, o Ranking Connected Smart Cities e os mecanismos de inovação: Smart Vitrine, Edital Hangar e a estrutura do Hub Iguassu.

Novas possibilidades

A secretária municipal de Educação, Maria Justina da Silva, comentou que já existem iniciativas em andamento na área com o parque tecnológico, mas viu novas possibilidades de parcerias em cidades inteligentes em prol de uma melhor qualidade do ensino em Foz. "Tivemos a oportunidade de participar desse momento de discussão para levarmos também essa temática de cidades inteligentes para a área da educação, o que está faltando de tecnologia e que pode ser agregado", afirmou.


O secretário de Planejamento e Captação de Recursos, Leandro Costa, disse que a parceria com o PTI pode contribuir com a grande demanda de projetos que a prefeitura possui."Já temos elencados vários projetos que precisamos desenvolver e que podem ser realizados pelo PTI-BR, gerando ainda a possibilidade de criar um banco de projetos que a nossa cidade precisa para estar preparada para receber ou captar recursos".

Participações

Também participaram da reunião, de forma virtual, a deputada federal Luisa Canziani, o gerente de novos negócios da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial, Tiago Faierstein, e o superintendente geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná , Aldo Nelson Bona.

Fonte: PMFI




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (45) 99946-0698

Visitas: 213207
Usuários Online: 6
Copyright (c) 2021 - Foz Ao Vivo
Converse conosco pelo Whatsapp!